Tratamentos para Melasma

Melasma não é simplesmente uma mancha na pele, mas sim uma manifestação especial em indivíduos predispostos, decorrente de vários estímulos e reações químicas específicas.

Sabemos que o melanócito – responsável pela produção de melanina – o queratinócito e o fibroblásto, importantes células da pele, também orquestram o que determina o aparecimento do melasma. Há vários fatores que interferem no melasma como: sol, luz visível, calor, hormônios, estresse, doenças, medicamentos, entre outros.

tratamento do melasma

Tratamento IPCA

O procedimento utiliza um sistema de microagulhas, chamado de microagulhamento, que penetram na pele. O tratamento estimula a formação de fatores de crescimento, reorganizando e aumentando a produção de colágeno e elastina.

Esse processo de renovação da pele, corrige as imperfeições da pele como cicatrizes e linhas finas, bem como induz a melhora da tonalidade da pele.

Procedimento

Durante o processo são criados microcanais na pele que aumentam a absorção de alguns medicamentos.

Estes medicamentos podem ser aplicados na pele durante o procedimento, chamado drug delivery e ajuda a melhorar os resultados de fatores de crescimento, reorganizando e aumentando a produção de colágeno e elastina.

Renovação da pele

O processo de renovação cutânea corrige as imperfeições da pele como cicatrizes e linhas finas. O processo também induz a melhora da tonalidade da pele através da melhora do suprimento sanguíneo.

O ideal é que o procedimento seja feito em consultório medico com toda técnica de assepsia. Além disso, no consultório é aplicado um creme anestésico que reduz o desconforto do tratamento.

Em geral são realizadas três sessões, com intervalo mensal. Os resultados  são observados nas primeiras sessões

Ácido tranexâmico

Possui ação anti-inflamatória e diminui a reação da radiação ultravioleta na pele. É efetivo na inibição da melanogênese, um derivado sintético do aminoácido lisina. O derivado é amplamente utilizado como hemostático.

O mecanismo de ação ocorre pela inibição da transformação do plasminogênio em plasmina. Assim, evita-se que vários fatores inflamatórios sejam acionados através da interação entre queratinócito e melanócitos.

Diminuição da mancha em tamanho e quantidade

A substância não é um clareador, mas um inibidor da cascata de inflamação causada pelo sol. Também diminui o tamanho e a quantidade de vasos no local da mancha.

O ácido tranexâmico pode ser utilizado em creme, injetável ou uso oral. Mas não é qualquer pessoa que pode fazer uso, antes é necessário criteriosa avaliação, para verificar se não há nenhuma contraindicação.

Tratamento do Melasma com Laser

O laser apresenta um ótimo resultado no tratamento do Meslasma mas, não poder ser qualquer um. Energias muitos altas provocam um rebote. O mais indicado hoje é o laser Q-Switched-Nd Yag com nanosegundos.