Cicatrizes

São vários os motivos que podem nos levar à colecionar marcas na pele e cicatrizes..

Para alguns, as cicatrizes são boas memórias da infância, ou de alguma outra fase legal da vida. Para outros, são marcas de tristeza, dor ou lembranças de episódios ruins.

Mas como ficar livre dessas marcas na pele? Neste texto vamos falar sobre as opções disponíveis. Vamos lá?

Como tratar cicatrizes?

Antes de indicar o tratamento ideal para amenizar uma cicatriz, é preciso entender como foi o processo de cicatrização.

Causas

O processo pode deixar marcas maiores ou menores, dependendo da causa e local do trauma. Alguns processos são mais leves, mas em alguns casos pode levar até ao comprometimento da movimentação do local afetado.

Tempo de cicatrização

Outro fator que precisa ser levado em consideração é o tempo que as feridas levaram para cicatrizar completamente. O que pode levar até 24 meses, e nesse período a cicatriz vai diminuindo e ficando cada vez mais imperceptível.

Vencido esse prazo e ainda assim ela continuar evidente, incomodando, é hora de buscar ajuda dentro da estética e cosmética.

Formas e tamanhos

As formas, tamanhos e profundidades das cicatrizes impactam diretamente na opção de tratamento, que pode ir da aplicação de cremes às cirurgias plásticas.

Mas, é imprescindível reforçar que as cicatrizes não desaparecem por completo. Mas os tratamentos podem ajudar a deixá-las o menos perceptíveis o possível.

cicatriz de silicone

Local e cuidados permanentes

Outro ponto importante de observarmos, é a região onde as cicatrizes se formaram.  Dependendo do local, as cicatrizas requerem mais cuidados, algumas vezes até permanentes.

Por exemplo, o uso do protetor solar e, eventualmente, a aplicação de hidratantes. Isso se deve pelo fato de a pele se apresentar constantemente mais seca e irritada.

Como amenizar cicatrizes?

Sim, é possível amenizar o aspecto das cicatrizes, mas é preciso levar em consideração o tipo de cicatriz, tempo de evolução e a área na qual se encontra. Quanto mais antiga, mais difícil tratá-la, mas não impossível.

Cicatrizes e a exposição ao sol

Com o passar do tempo, as cicatrizes podem, inclusive, apresentar manchas devido a exposição solar. Nesse caso é possível aplicar diariamente um creme com ação clareadora que pode ser comprado em farmácias.

Mas é preciso ter muito cuidado ao aplicar o produto pois, este deve ser aplicado apenas na cicatriz, com objetivo de uniformizar o tom da pele.

Massagem terapêutica

Agora, independente de uma cicatriz antiga ou nova, um tratamento simples e muito indicado para amenizar essas marcas na pele é a massagem terapêutica.

Neste procedimento, a cicatriz é pressionada com a pontinha dos dedos, fazendo movimentos circulares. Esses movimentos agem soltando a cicatriz e quanto mais colada ela estiver na pele, mais sessões devem ser realizadas.

Outras técnicas

Existem muitas outras técnicas para minimizar o efeito de uma cicatriz, e a maioria delas podem ser realizadas, inclusive, no próprio consultório dermatológico.

Estes procedimentos podem utilizar de medicamentos diversos, que vão desde o uso de corticoides, bleomicina injetável, laser e cirurgias à crioterapia.

As cicatrizes de espinhas, por exemplo, podem receber  cremes e remédios diariamente, mas outras opções incluem o tratamento com ácidos, micro-agulhamento, laser e até preenchimentos, por exemplo.

Tratamentos para cicatrizes de espinhas

Dermoabrasão

Indicado para casos em que as cicatrizes são mais profundas. Nesse procedimento a pele passa por um lixamento. Um dos tratamentos indicados é o peeling de diamante.

Apesar de ser um processo com resultados satisfatórios, o procedimento pode causar certo desconforto e exige cuidados para amenizar o desconforto do paciente.

Preenchimento cutâneo

O preenchimento é ideal para cicatrizes mais amenas, que somem quando a pele é esticada. No procedimento de preenchimento, são injetadas substâncias debaixo da cicatriz, o que acaba suspendendo a superfície da pele e eliminando o relevo.

Laser

No tratamento através do laser, a pele passa por uma renovação a partir do uso de feixes de luz. O laser atinge pequenas áreas da pele para reestruturar a epiderme.

O tratamento uniformiza o relevo e a coloração da pele, além de estimular a produção de colágeno.

Tipos de Cicatrizes: hipertrófica, normotrófica, atrófica e queloidiana

Cicatrizes Hipertróficas

Trata-se de uma elevação na pele em relação ao tecido original. Essa elevação surge quando o organismo produz colágenos de forma desordenada.

É mais rara de acontecer, tem componentes hereditários e é muito confundida com a quelóide.

cicatriz hipertrofica

Cicatrizes Normotróficas

Quase imperceptível, as cicatrizes normotróficas são aquelas marcas que mantém o mesmo aspecto da pele ao redor.

Comum em casos de machucados mais simples, menos agressivos.

Cicatrizes Atróficas

Muito comum em  casos de acne, cirurgia e acidentes. Isso acontece devido a perda de estruturas que dão apoio e firmeza à pele, como músculo e gordura, deixando uma espécie de buraco na pele.

cicatriz atrófica

Cicatriz Quelóidiana

Esse tipo de cicatriz não pára de crescer. Ela pode ficar bem grande e se tornar cada vez mais incômoda. O crescimento se dá porque o corpo não pára de produzir colágeno.

Muitas vezes pode ser relacionada a fatores de raciais (é mais comum em orientais) e genéticos.

cicatriz queloidiana

Tratamentos disponíveis para cicatrizes

As cicatrizes, como já dissemos, podem ter várias causas. Mas, vale lembrar as cicatrizes são parte importante da cura, afinal, são formadas por um tecido mais fibroso que fica no lugar da pele danificada.

Dito isto, vamos falar sobre alguns tratamentos  disponíveis:

Peeling químico

O peeling químico se dá através da aplicação de uma solução química sobre a pele. Essa solução revitaliza a epiderme, de forma controlada, através da esfoliação.

peeling quimico

Peeling de Cristal

O peeling de cristal espalha pequenas partículas de cristais sobre pele, removendo de forma delicada a derme, para que seja constituída uma nova camada de pele, mais lisa.

Peeling de Cristal

Microagulhamento

O Microagulhamento estimula o organismo a produzir mais colágeno e elastina, promovendo assim a restauração e a renovação da pele.

microagulhamento

Carboxiterapia

A Carboxiterapia se dá através de injeções de gás carbônico na segunda camada da pele ou logo abaixo dela.

Um dos efeitos do gás sob a pele é o de distendê-la. Dessa forma, o tecido sofre reações que estimulam a formação de colágeno.

carboxiterapia

Cirurgia

A cirurgia é indicada apenas em casos extremos. Casos em que as cicatrizes são mais largas e profundas. Os cirurgiões dermatológicos utilizam diversas técnicas cirúrgicas para tornar a cicatriz menos evidente.

Resultados: quando os tratamentos começam a fazer efeito?

O resultado dos tratamentos depende do nível da sua cicatriz e de como sua pele responde aos procedimentos.

Uma avaliação bem feita vai garantir um tratamento adequado, minimamente invasivo. Conte com a gente para esse processo!