Preenchimento labial

Quando se ouve falar de um procedimento como o preenchimento labial, é comum vir a mente procedimentos com cortes, dolorosos, que deixam marcas ou que tem uma recuperação desgastante.

Contudo, os avanços tecnológicos e, claro, nos procedimentos estéticos já garantem uma intervenção mínima, com resultados rápidos e objetivos.

O procedimento pode ser mais simples e seguro que você imagina. É indicado tanto para homens quanto mulheres. Melhora a estética e alguns outros aspectos relacionados ao bem estar de alguns pacientes como veremos no texto a seguir:

preenchimento labial

Harmonização facial

O procedimento de harmonização facial tem se tornado cada vez mais comum. Seu principal objetivo é buscar melhorar o equilíbrio entre determinadas regiões do rosto, como por exemplo o nariz, queixo e região malar.

Basicamente é uma técnica de preenchimento, feito a partir da injeção de ácido hialurônico (uma substância produzida pelo próprio corpo) para alterar angulações e projeções.

Na harmonização facial os lábios tem grande importância, onde o preenchimento labial é feito para o aumento do volume dos lábios, ou apenas para devolver o contorno perdido com o passar dos anos.

Quando o procedimento é bem executado, traz harmonia e naturalidade. Ou seja, é imprescindível procurar profissionais confiáveis. 

Benefícios do preenchimento labial

Como já adiantamos acima, o preenchimento labial é um dos procedimentos realizados no processo de harmonização facial. Com ele  além da estética, outros pontos podem ser melhorados.

  • O preenchimento labial pode trazer bons resultados para pacientes que têm dificuldades respiratórias por ficarem muito tempo com a boca aberta. O aumento do volume do lábio melhora o vedamento labial e consequentemente maior lubrificação dos lábios e da gengiva.
  • Proporciona uma aparência mais hidratada aos lábio.
  • Ao contrário de outros tipos de preenchimentos realizados com o metacrilato, o preenchimento realizado com ácido hialurônico pode ser revertido caso a paciente não goste do resultado.
  • Harmonização do sorriso: quando o paciente expõe muito a gengiva ao sorrir por excesso de maxila, normalmente o lábio sofre uma “inversão”. Com o preenchimento é possível diminuir a inversão labial e também pode-se associar ao uso da toxina botulínica.
  • É um procedimento não invasivo, o que evita transtornos antes e depois da aplicação;
  • Possui absorção rápida do produto em nosso corpo, que começa a ter seus resultados visíveis logo após a realização do procedimento, enquanto os resultados finais aparecem em menos de 10 dias;

Tipos de preenchimento labial

Ácido hialurônico, o dimetilsiloxane, o metacrilato, são alguns dos materiais que podem ser usados para o preenchimento labial. Eles são utilizados de acordo com a necessidade e o tempo de duração.

Preenchimentos temporários

Os preenchimentos temporários são feitos com ácido hialurônico, e duram cerca de um ano. É possível também fazer através da lipoenxertia, implante feito com a própria gordura do paciente que é parcialmente absorvida pelo corpo.

Preenchimentos semi-permanentes

Já os preenchimentos semi-permanentes são feitos com hidroxiapatita de cálcio e poli lactona. Não são muito indicados para uso nos lábios, pois podem provocar a formação de granulomas e nódulos.

Após o procedimento é possível que ocorra dor local, edema, hematomas ou equimose (manchas roxas). A recuperação é imediata e o paciente retorna às atividades logo após a aplicação, seguindo, claro, as indicações médicas. 

Preenchimento labial permanente

No preenchimento labial permanente se usa silicone, PMMA ou metacrilato. Estas substâncias são absolutamente sintéticas, ou seja, não são produzidas pelo corpo. 

Esse tipo de procedimento não é recomendado exatamente pela característica dos produtos utilizados.

O PMMA e hidrogel, por exemplo, como são produzidos a partir do plástico e acrílico, não são absorvidos pelo corpo e podem causar graves complicações, como reações inflamatórias e infecções crônicas difíceis de tratar.

De um modo geral, os preenchimentos labiais permanentes podem provocar reações imediatas ou tardias, pois não conseguem ser absorvidas pelo organismo.

tipos de preenchimento labial

Preenchimento labial com Ácido Hialurônico

Ao longo da vida temos diversos tipos de cuidados como  corpo, mas em média, a pele não recebe os cuidados que exige.

Com o passar dos anos, assim como todo o corpo, a pele envelhece e a região dos lábios, por exemplo, perdendo sua firmeza, ficando finos e cheio de rugas ao redor da boca. 

Esse é um momento temido por muitas pessoas. Seja nesses momentos, nesta fase da vida, ou por alguma ocasião estética, é cada vez mais comum a busca por procedimentos que proporcionem e devolvam volume à região.

Dentre esses procedimentos, existe o preenchimento com Ácido Hialurônico, que já mencionamos ao longo deste texto, mas vamos detalhar agora. 

preenchimento labial antes e depois

Como é feito o preenchimento labial

O paciente recebe a aplicação de um anestésico para garantir mais conforto ao longo do procedimento. As injeções são através de agulha fina, por onde é a aplicada a substância.

Ao longo da aplicação, o profissional vai modelar o local com uma leve massagem. A média é de 1ml de ácido hialurônico, que pode variar do desejo de cada paciente. 

Quanto tempo dura o preechimento labial

A reabsorção do ácido hialurônico pelo organismo costuma demorar de seis a dezoito meses. Vai depender do organismo do paciente e da quantidade da substância. O procedimento em si, demora em média 20 minutos, realizado em consultório.

Contra indicações do preenchimento labial

O ácido hialurônico é o produto mais utilizado nos preenchimentos labiais, que também pode ser feito com colágeno. Porém, com o colágeno, tem mais propensão a causar problema por reação alérgica.

Isto porque quando a substância é de origem animal o organismo tende a interpretar como um corpo estranho. Como já temos o ácido hialurônico no nosso corpo, mesmo quando é sintético, não ocorre a reação. 

Um outro material que também pode ser utilizado no preenchimento  é a gordura do próprio corpo. Mas neste caso o procedimento só é recomendado em caso de lipoaspiração.

Isso porque o paciente precisa estar anestesiado para retirar a gordura que será enxertada nos lábios. 

É possível reverter?

Caso o procedimento tenha sido feito com ácido hialurônico é possível fazer a remoção. Isso por meio da da aplicação de uma enzima chamada hialuronidase, que dissolve o produto.

Essa enzima o próprio corpo produz, e pode ser injetada em qualquer lugar do rosto com resultado em até 24h. 

Qual a diferença do preenchimento com ácido hialurônico e botox? 

O preenchimento com ácido hialurônico é indicado quando há perda óssea ou de gordura, e o Botox para correções no músculo.

Ele age paralisando o músculo, evita sua movimentação, impede a contração, que é o que forma a ruga. Nas rugas já existentes, a substância relaxa os vincos.

Já o ácido hialurônico repõe o volume perdido de determinadas áreas da face, preenche sulcos e melhora o contorno do rosto.

Gostou das dicas e explicações que trouxemos aqui? Caso tenha interesse no procedimento, procure um médico e uma clínica de confiança.

Prezar pelo seu bem estar e autoestima é sem dúvidas uma forma de se amar. Utilize a tecnologia e os avanços da cosmética a seu favor, sempre com moderação.